21.08.2015 | Compreendendo a nutrição funcional

O maior acesso à pesquisas e estudos trouxe novas reflexões sobre como podemos melhorar a nossa alimentação. Hoje não debatemos apenas questões mais comuns como percentual de gordura, calorias ou vitaminas de cada refeição, mas também passamos a discutir novas tendências, entre elas, a nutrição funcional. Em um resumo mais simplista, este conceito pode ser analisado como uma importante adaptação dos nutrientes de cada alimento às necessidades individuais, trazendo mais benefícios para a saúde do que dietas padronizadas e previamente estabelecidas.

Para tanto, o cardápio da nutrição funcional demanda por alimentos que cumpram bem essas funções, produzindo efeitos positivos e agindo para prevenir algumas doenças considerando as características daquele organismo. Na lista dos itens mais conhecidos estão os cereais integrais, que podem ajudar na saúde intestinal e controle do colesterol, e a soja, combatendo o risco de doenças cardiovasculares.

Os exemplos não param aí. Frutas vermelhas, chá verde e aveia são alguns entre tantos outros alimentos populares e considerados funcionais, tornando uma dieta personalizada algo possível e nada distante da realidade, como podem pensar alguns. Mas apesar das informações disponíveis sobre cada um deles, ainda é recomendável consultar um nutricionista que consiga preparar um menu específico para as suas necessidades, obtendo assim melhores resultados. Depois, é só passar no Creps, consultar as opções do nosso cardápio e montar um crepe saboroso e funcional. Do seu jeito.